Category Archives: Comércio Eletrônico

Novas Regras para o Black Friday em 2015

black_friday

A camara-e.net – Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico anunciou no último dia 17 de junho, em São Paulo, mudanças nas regras para a participação no Black Friday Legal  em 2015 . O programa visa a dar maior credibilidade às lojas virtuais durante a promoção de novembro.  Mais de 300 empresas participaram.

De acordo com a entidade, as empresas interessadas em participar da promoção com o selo Black Friday Legal 2015 devem obedecer aos seguintes requisitos:

  • Participar  de uma das três capacitações gratuitas para MPEs promovidas pela camara-e.net

  • Responder à pesquisa sobre MPEs na inscrição para o selo BFL 2015

  • Ser aprovada no processo de avaliação da camara-e.net, que verifica, entre outros requisitos, a situação cadastral da empresa na Receita Federal, formas de contato eletrônico e físico facilmente encontráveis no site

  • Não estar na “lista de sites a serem evitados” publicada pelo Procon

  • Assinar digitalmente o Código de Ética do BFL no site do programa.

“A ação permite que outras empresas conquistem mais espaço no comércio eletrônico, um dos setores que permanece em crescimento mesmo no cenário econômico atual, além de trazer mais confiança ao consumidor”, diz Gastão Mattos, CEO da Braspag.

Venda de cosméticos pela internet cresce no Brasil

cosmetic collection

Boas Notícias, nosso país –  BRASIL , possui o maior mercado do mundo para produtos de beleza atrás somente dos Estados Unidos e da China, comercializando cerca de  100 bilhões de reais de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal para uma população de quase duzentos milhões.

Pesquisa realizada pela Glambox, que possui cerca de 20 mil assinantes espalhadas pelo Brasil, mostram a força do comércio eletrônico no mercado da beleza.

  • 35% das consumidoras cadastradas tornaram-se assinantes, pois preferem provar produtos de beleza em casa.
  • 57% delas preferem comprar cosméticos via e-commerce
  • 66% delas compram em perfumarias
  • 77% em farmácias.

“É um número a se considerar. A combinação de informação de qualidade sobre soluções para os diferentes assuntos de beleza feminina, que gera uma audiência pró ativa em consumo de informação, e a busca de soluções para suas demandas, com a conveniência da compra simples e rápida, adicionados à pratica de preços agressivas por parte dos e-commerces  são as principais razões para o crescimento do comércio eletrônico de beleza”, explicou Fernando Leal, CEO da Glambox.